A Faca e o Frango na mão (desossa parte 1)

por Sal e Sol

a desossa

Eu falei que as coisas estavam mudando. Depois da aula de desossa, fiquei obcecada por tentar fazê-lo de novo, sozinha e calmamente, para ver se conseguiria. Comprei a ferramenta adequada ao serviço (comparada por Felipe a faca de açogueiro pela empunhadura branca) e, hoje, a vítima de 1,798Kg (orgânico, pequeno e certamente muito saboroso) – um frango inteiro só pra mim.

Fiz tudo como manda o figurino: separei as asas, os filés de peito, os sassames, coxas e sobrecoxas – devidamente desossadas – e o que restou foi a carcaça para o Fundo de Ave de amanhã.

Também tem destino certo as coxas e sobrecoxas que deverão ser feitas assadas, marinadas no iogurte e curry, tarefa de sala de aula na Accademia.

Isso é o que eu chamo de programão de sexta-feira solitária com o noivo viajando à trabalho, o cachorro entediado e as panelas e as fichas técnicas dando sopa.

Agora vou ali assistir O Tempero da Vida e prometo contar outras aventuras depois.