Dona Corrida

por Sal e Sol

Olha lá o tênis assassino, e eu nem sabia

Eu tenho uma amiga querida que sempre pergunta: por que você não está mais publicando no salesol? Ou diz, que bom o Felipe vai viajar, significa que você vai conseguir publicar posts no blog. Pois é, a verdade é que o Felipe nem tem tanta culpa assim por eu não publicar, mas estamos atarefados fazendo a revista online de fotografia que começamos no ano passado, estamos dando aulas, programando novos cursos, pensando em casar e por isso quase não tenho conseguido ficar em casa, fazer supermercado e pensar em coisas especiais para cozinhar. Mas, eu prometo, com a mão repousando em cima do livro do Escoffier que irei cozinhar mais para esse blog e para todos os meus amados.

Agora de correr eu não parei não, viu?! Estou firme e forte na rotina de 4 vezes por semana, só pensando na hora em que vou conseguir acrescentar um dia a mais de treino para melhorar meu tempo e distância com uma rotina mais concentrada (tipo suco Tanjal), e aí cair no mundo, seja ele de asfalto ou de trilha pra sentir o ventinho no rosto por quilometros a perder de vista!

Mas a pergunta que não quer calar é: por que mesmo com as unhas dos pés caindo, depois de terem sido massacradas por um tênis apertado quando você era completamente bocó e não sabia que sempre deve usar um pisante um número maior do que o seu pé, você (tipo eu) continua com faniquito pra correr?

A resposta é Dona Corrida eu te amo mais do que cozinhar! Pronto, falei!