O Pudim que a Dona Benta não fez

por Sal e Sol

Pudim! Pudim! Pudim!

Sério, fiquei tão chocada quando olhei o índice de receitas do livro da Dona Benta e não encontrei o pudim mais famoso do Brasil, que até liguei para a minha mãe lá em Olinda para tentar arranjar alguma explicação.

Como assim não tem Pudim de Leite ou Pudim de Leite Condesado ou Pudim de Leite e Baunilha, no livro mais lendário sobre receitas de pratos brasileiros?

Não me perguntem a resposta porque eu não tenho a mínima ideia. A verdade é que não tem e eu tive que me conformar com isso.

Fui a caça em outros livros e na internet, pois sabia que haveria de encontrar o tão querido doce dos doces que eu infelizmente não curto muito, mas gosto de manjar.

E foi assim entre livros, blogs, vídeo e afins que juntei pedaços para uma receita que me parecesse menos doce e mais cremosa, e principalmente sem furinhos.

Já não gosto de pudim, dos furinhos menos ainda, a associação direta com celulites é inevitável.

Então lá vai a minha receita Frankstein.

Pudim de Leite com Baunilha (com favas, essência, extrato… o que você tiver em casa)!

Ingredientes do Pudim

  • 2 medidas de leite
  • 1 medida de leite condensado
  • 1 Fava de baunilha ou 1 col. (chá) de essência ou 1 col. (chá) de extrato de baunilha
  • 3 ovos

Calda

  • 1 xíc. (chá) de açúcar
  • 1/2 xíc. (chá) de água

1 – Ferve/esquente o leite (cuidado para não deixa-lo subir loucamente) com a as sementinhas da fava de baunilha e as casquinhas da fava. Faça uma infusão como em um chá. Se puder deixe na geladeira de um dia para o outro para pegar bem o sabor. No outro dia ferva novamente. Peneire.

Se fizer com essência ou extrato esquente o leite com a essência/extrato, desligue o fogo misture o leite com o leite condensado e prepare-se para misturá-los aos ovos.

2- Em um bowl coloque os ovos e bata até ficarem homogêneos. Coloque um pouquinho do leite quente nos ovos, mexendo sempre (temperagem) para que não virem ovos cozidos. Use um fouet para isso.

3 -Assim que a temperatura dos ovos estiver alta, ou seja, estiverem mornos, misture-os ao leite com leite condensado no bowl maior. Retire as favas e reserve enquanto você faz a calda.

Caramelo

1- Coloque o açúcar e a água em uma panela e cuide para virar caramelo. Cuidado para não queimar, pois fica um pouco amargo e endurece muito rápido, antes mesmo de você conseguir untar a forma. Quando estiver pronto coloque o fundo da panela em água fria para parar a cocção e fervura do caramelo.

2 – Despeje o caramelo na forma e gire-a bem distribuir nas laterais.

Coloque a mistura de leite, leite condensado e baunilha na forma e leve ao forno.

Eu cozinhei sem pre-aquecer o forno em banho maria a 160C por 01h30. Quanto mais baixa a temperatura do menos furinhos irá fazer.

Quando sair do forno, espere esfriar e guarde na geladeira por pelo menos 6 horas para que endureça. Desenforme com cuidado, passando uma faca de ponta redonda nas laterais da forma e aquecendo o fundo por 20 segundos, aproximadamente, em chama de fogão.