Badejo no Panko, Vagens Marinadas e Purê de Batata Doce

por Sal e Sol

photo

No fim de semana resolvi que iria me dedicar com afinco a uma única receita até conseguir dominá-la o melhor possível. Para o desafio o cheese cake foi selecionado já que marido e amigos queridos gostam muito e se dispuseram a serem cobaias pelo tempo necessário. Acho que vai ser um bom jeito de ser menos relapsa na cozinha e não ficar me lamentando que não faço nada bem.

Ainda estou na fase de pesquisas para começar semana que vem a execução, de fato. Entretanto algo já mudou. Sempre tive problemas com fritura, especialmente empanados. O óleo quente respingando em mim nunca foi algo que eu apreciasse. Assim fazia uma vez perdida na vida um peixe empanado a contragosto e o sabor não era de surprender ficava sempre uma cáca.

Já começava fazendo seja lá o que fosse sabendo que ficaria ruim no final. Um poço de pensamento positivo, deu pra ver né?!

Não sou muito fã de peixe grelhado, prefiro, sempre, peixe ensopado, seja com leite de coco, o molho de tomate ou como em uma caldeirada. O marido insiste em comprar postas de peixe para fazermos para o almoço. Comer moqueca toda semana não condiz com o corpinho que quero ter no futuro, então termino fazendo empanado, pelo menos não fica tão ruim quanto grelhado. Hoje eu me surpreendi.

Ficou bom. Bom mesmo.

Acho que a saudade da cozinha e, também, saber que só tínhamos o peixe comprado no mercado de domingo para comer me deu um ânimo extra. Nosso freezer inteiro foi perdido com a reforma. Absolutamente todas as carnes que lá estavam estragaram… Uma lástima, mas também um recomeço…

Enfim, tomei coragem tirei o badejo, vagens e batata doce para preparar um almoço que ficou realmente gostoso.

Badejo empanado em Panko (2 pessoas)

  • 2 filés de badejo
  • suco de limão
  • sal
  • pimenta-do-reino
  • raspas de limão siciliano
  • farinha de trigo
  • farinha panko
  • 1 ovo

Tempere os filés com suco de meio limão, sal e pimenta-do-reino e deixe pegar gosto por uns 30 minutos.

Para empanar bata o ovo com 1 col. (sopa) de água. Coloque a farinha de trigo e a farinha panko cada uma em pratos rasos. Passe os filés primeiro na farinha de trigo, depois no ovo, depois na farinha panko e reserve em um prato sem sobrepor um ao outro, com cuidado para o empanado não desgrudar. Deixe descansar por 5 minutos antes de fritar em azeite ou óleo. Eu prefiro azeite. Frite cada lado por aproximadamente 3 minutos. Até que esteja dourado e crocante. Coloque sobre folhas de papel absorvente para retirar um pouco da gordura e sirva com as vagens e o purê.

Vagens Marinadas (do livro Jamie em Casa)

  • 200 g de vagem
  • 1/2 cebola pequena
  • 1 col. (sopa) de salsinha picada
  • 3 col. (sopa) azeite de oliva
  • 1 col. (sopa) vinagre de vinho branco
  • 1 col. (chá) mostarda dijon
  • sal e pimenta do reino

Lave bem as vagem e corte suas pontas. Coloque em uma panela com água para cozinhar por 5 minutos até ficarem macias mas não molengas. Enquanto isso pique finamente a cebola e misture com todos os outros ingredientes. Escorra a vagem e misture ainda quente a marinada para pegar todos os sabores. Sirva com o peixe e o purê.

Purê de Batata Doce que não escureceu

  • 250 g de batata doce
  • Leite
  • 1 col. (sopa) de manteiga
  • Noz moscada
  • Sal

Descasque e corte as batatas rapidamente. Coloque-as imediatamente em uma panela com água e suco de meio limão para evitar que escureça. Leve a fervura até cozinhar. Escorra e esprema com um espremedor de batata. Volte tudo a panela, com o fogo desligado, misture o leite e a manteiga até dar a consistência de purê. Agora cozinhe por uns 5 minutos, sempre mexendo para não deixar queimar ou grudar no fundo da panela. Adicione uma pitada de noz moscada e uma de sal.

Se preferir um purê lisinho passe em uma peneira. Se gostar dele mais rústico é só servir.

É isso, boa sorte com os empanados de vocês! Com cuidado, atenção e pensamento positivo fica muito mais gostoso. Eu garanto!