A Pequena Padaria 5: Pão de Linhaça da Ana

por Sal e Sol

pao de linhaca

Eu confesso que dá dor no coração, fazer pães e congelá-los, mas é um jeito de estudar, encher o freezer para a chegada da Olívia e matar pelo menos um pouquinho a vontade de comer pães gostosos de vez em quando.

Resolvi dar um basta a essa safra de pães industrializados aqui em casa, mas isso, sem dúvida, requer tempo e dedicação. Os meus pães não são os melhores apesar dos amigos elogiarem e me darem incentivo. Gosto muito acentuado de fermento, massa pesada, cocção incompleta figuram entre os problemas mais recorrentes e que na verdade só indicam outros problemas escondidos no processo de fabricação como trabalho da massa, fermentação inadequada, moldelagem incorreta, forno maluco sem precisão alguma.

Mas, sinto que estou melhorando na panificação. Estou estudando mais, o esforço vale a recompensa. Meus últimos três pães que coloquei sob a tag de #A Pequena Padaria ficaram bem razoáveis e foi bem difícil resistir a tentação de comê-los inteiros.

Esse Pão de Linhaça da última fornada foi uma surpresa, seu sabor muito intenso, vivo e marcante me fez dar pulos de alegria ao saber que poderei usar uma farinha de linhaça comprada por engano e encostada na despensa há dois meses.

A receita é do querido blog da Ana, o La Cucinetta. Lá ela explica tin-tim por tim-tim.

pao de linhaca 2

Alguns problemas precisam ser resolvidos para a próxima tentativa, acho que poderia ter fermentado mais a 1a fermentação, lembrado de fazer os cortes somente antes de colocá-lo no forno e não antes da 2a fermentação e assado por um pouco mais de tempo, para ter uma casca, principalmente, mais escura e miolo um pouco mais “seco”. De uma forma geral fiquei bem satisfeita com o resultado, apesar do da Ana estar bem mais “corado” digamos assim. Como o meu vai sofrer congelamento e vai precisar voltar ao forno para ressuscitar, talvez pegue mais um bronze depois que Olívia nascer.