sal e sol

Tag: Doces

O Pudim que a Dona Benta não fez

Pudim! Pudim! Pudim!

Sério, fiquei tão chocada quando olhei o índice de receitas do livro da Dona Benta e não encontrei o pudim mais famoso do Brasil, que até liguei para a minha mãe lá em Olinda para tentar arranjar alguma explicação.

Como assim não tem Pudim de Leite ou Pudim de Leite Condesado ou Pudim de Leite e Baunilha, no livro mais lendário sobre receitas de pratos brasileiros?

Não me perguntem a resposta porque eu não tenho a mínima ideia. A verdade é que não tem e eu tive que me conformar com isso.

Fui a caça em outros livros e na internet, pois sabia que haveria de encontrar o tão querido doce dos doces que eu infelizmente não curto muito, mas gosto de manjar.

E foi assim entre livros, blogs, vídeo e afins que juntei pedaços para uma receita que me parecesse menos doce e mais cremosa, e principalmente sem furinhos.

Já não gosto de pudim, dos furinhos menos ainda, a associação direta com celulites é inevitável.

Então lá vai a minha receita Frankstein.

Pudim de Leite com Baunilha (com favas, essência, extrato… o que você tiver em casa)!

Ingredientes do Pudim

  • 2 medidas de leite
  • 1 medida de leite condensado
  • 1 Fava de baunilha ou 1 col. (chá) de essência ou 1 col. (chá) de extrato de baunilha
  • 3 ovos

Calda

  • 1 xíc. (chá) de açúcar
  • 1/2 xíc. (chá) de água

1 – Ferve/esquente o leite (cuidado para não deixa-lo subir loucamente) com a as sementinhas da fava de baunilha e as casquinhas da fava. Faça uma infusão como em um chá. Se puder deixe na geladeira de um dia para o outro para pegar bem o sabor. No outro dia ferva novamente. Peneire.

Se fizer com essência ou extrato esquente o leite com a essência/extrato, desligue o fogo misture o leite com o leite condensado e prepare-se para misturá-los aos ovos.

2- Em um bowl coloque os ovos e bata até ficarem homogêneos. Coloque um pouquinho do leite quente nos ovos, mexendo sempre (temperagem) para que não virem ovos cozidos. Use um fouet para isso.

3 -Assim que a temperatura dos ovos estiver alta, ou seja, estiverem mornos, misture-os ao leite com leite condensado no bowl maior. Retire as favas e reserve enquanto você faz a calda.

Caramelo

1- Coloque o açúcar e a água em uma panela e cuide para virar caramelo. Cuidado para não queimar, pois fica um pouco amargo e endurece muito rápido, antes mesmo de você conseguir untar a forma. Quando estiver pronto coloque o fundo da panela em água fria para parar a cocção e fervura do caramelo.

2 – Despeje o caramelo na forma e gire-a bem distribuir nas laterais.

Coloque a mistura de leite, leite condensado e baunilha na forma e leve ao forno.

Eu cozinhei sem pre-aquecer o forno em banho maria a 160C por 01h30. Quanto mais baixa a temperatura do menos furinhos irá fazer.

Quando sair do forno, espere esfriar e guarde na geladeira por pelo menos 6 horas para que endureça. Desenforme com cuidado, passando uma faca de ponta redonda nas laterais da forma e aquecendo o fundo por 20 segundos, aproximadamente, em chama de fogão.

Sweet Sexta, mas ainda é quinta: Bolo de Limão

E o Nico querendo o papaya

Por que será que eu sempre tenho vontade de fazer bolo às 8 da noite? Ontem não foi diferente, mas guardei uma fatia para hoje e para este famigerado blog que está tão abandonado.

Bolo de Limão

  • 3 ovos
  • 2 xícaras de açucar
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 1/2 xícara de azeite
  • 1 1/2 xícara de leite
  • 1/4 de xícara de suco de laranja
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 col. (de chá) bicarbonato de sódio
  • fermento em pó (ah, eu coloquei uma col. de chá de fermento, pois minha receita estava super precisa e cheia de informaões)
  • raspas de limão tahiti

Pré aqueça o forno.

Misture ovos e açúcar, junte o azeite, mexa tudo com o fouet, depois coloque leite, suco de laranja, depois o bicarbonato, sal e fermento. Adicione as raspas de limão.

Forma untada e enfarinhada. Forno pré-aquecido a 180C por trinta minutos.

Calda (a calda que eu tive preguiça de fazer)

  • 3/4 xíc. de suco de limão
  • 3/4 de xíc. de açucar de confeiteiro

Leve ao fogo até virar uma calda translúcida. Mexer por uns 5 minutos. Pincelar em cima do bolo para ficar com sabor azedinho. Raspinhas de suco de limão por cima.

—> Agora me pergunte onde eu achei essa receita… e eu te direi não tenho a menor idéia!

Juro que quando encontrar a fonte divulgo com o maior prazer.

Eita já tinha comido um pedaço da minha fatia matutina

Sweet Sexta: Biscoitinhos de Damasco

D de Damasco, capital da Síria, fruta amarelinha que como sempre seca, duas respostas para o jogo “Nome, Lugar e Objeto” (cidade e fruta). Adorava quando jogava com a minha irmã noites e mais noites da infância esse joguinho que você só precisa de papel, caneta e velocidade para responder -> Nome, Lugar, Objeto, Ator, Atriz, Fruta, Filme, Música… Tudo com a letra referente ao número do sorteio de um par-ou-ímpar com os dedos das duas mãos. 1=A, 2=B, 3=C, 4=D e assim vai. Só percebi muito depois que Damasco me dava duas respostas que valeriam 10 pontos, isso se a minha irmã não colocasse as mesmas repostas para Lugar e Fruta (fato que nunca acontecia). Meus 20 pontos se transformavam em 10 e, sendo bem sincera, eram completamente anulados pois jogo que dá 1×1 é empate, só ganha se ganha se for como no futebol com os pontos corridos. Mas, pra que eu estou falando disso, mesmo?!

Hoje é sexta e esse sweetezinho-facinho-de-fazer uma delícia pra um diazinho preguiçoso como esse. Muito mais gostoso biscoito feito em casa com formato de coração, dinossauro, chapéu, bigode, cachorro, pra estrear as forminhas que o noivo trouxe pra mim de NY. Chiquérrimo! Lá vai…

Biscoitinhos de Damasco

  • 350 gr de manteiga sem sal
  • 1 xíc. de açúcar
  • 1 e 1/2 col. (chá) de essência de baunilha
  • 3 e 1/2 xíc. de farinha de trigo
  • 1/4  col. (chá) de sal
  • 1 e 1/2 xíc. damascos secos picadinho

preparo

  • Bater a manteiga e o açúcar na batedeira por aproximadamente 3 minutos. Acrescente a essência de baunilha.
  • Aos poucos vá adicionando a farinha de trigo e o sal, até formar uma bola. O melhor é bater metade da farinha na batedeira e depois ncorporar o resto com as mãos, pois fica ruim de bater tudo na batedeira.
  • Acrescente o damasco, deixando-o bem distribuído na massa.
  • Faça uma bola com a massa, enrole-a em plástico filme e leve a geladeira por 30 minutos.
  • Retire da geladeira e coloque em uma superfície enfarinhada. Abra a massa com a ajuda de um rolo de macarrão ou uma garrafa de vinho.
  • Pré-aqueça o forno a 180  °C.
  • Com a massa aberta, com uma altura de aproximadamente 4mm ou 5 mm corte-a com o auxilio de forminhas ou fazendo moldes livres. Em uma forma forrada com papel manteiga, leve os biscoitos ao forno por aproximadamente 18-20 minutos ou até que as bordas comecem a ficar douradas.
  • Espere esfriar um pouco para retirá-los da forma, assim você evita de quebrá-los.
  • Passe um café ou um chá e aproveite a possibilidade de comer biscoitos feitos em casa, que acabaram de sair do forno. Simples, fácil, único!

La Bombe Patisserie

As Bombas de Capuccino (Vintage) e de Bluberry (Especial)

É por isso que eu adoro morar em Pinheiros, já estava de “namorinho” com essa graça que a La Bombe Patisserie desde que inaugurou.

Não sou muito de comprar doces assim sem motivo específico, mas hoje eu simplesmente não consegui resistir. A fachada tão bonitinha e convidativa me capturou e eu trouxe pra casa duas bombinhas!

A Bomba de Capuccino (Vintage)

As duas estavam maravilhosas só faltou um bom espresso pra acompanhar.

Entre Bombas Clássicas, Vintage e Especiais, além das Especiais de Natal, uma coisa é certa todas dão água na boca.

Quando puder vai lá: La Bombe

Rua dos Pinheiros, 223 – Pinheiros – São Paulo

Sweet Sexta: Bolo Brigadeiro #32

Feliz aniversário!!

Foi absolutamente necessário antecipar a Sweet Sexta, pois hoje é aniversário do noivo. Fiz um Bolo Brigadeiro e brigadeirinhos de enrolar que são puro luxo. Tudo receita da linda Carole Crema (da La vie en Douce), que saiu na revista Menu Edição Especial de 13 anos.

No blog da revista tem videozinho da Carole fazendo a receita (não é delícia aprender direto com o professor?), ainda porque a descrição de preparo na revista impressa não foi lá a mais próxima do que é ensinado no vídeo, mas tudo bem!

Ficou uma delícia mesmo assim! Parabéns noivo!

Fudge de Chocolate ou o Bolo da Esperança

O Bolo da Esperança

Foram tantas tentativas que já quase nem acreditava mais, que um dia eu conseguiria fazer um bolo sem que ele virasse uma polenta mole com gosto de chocolate um um LP (sim aquele disco de vinil!) com sabor laranja!

Muita farinha de trigo rolou e eu já até me questionava se realmente preciso de uma batedeira Kitchen Aid amarelinha!  ♥ ♥ ♥

.

Hoje acordei cheia de disposição, queimei umas calorias na esteira e tive um surto psicótico quando vi essa receita no Simplesmente Delícia, ela foi adaptada do livro “Sticky, Chewy, Messy, Gooey”, de Jill O’Connor. A receita tá lá, é só visitar o blog delícia que é o Simplesmente!

Para a minha surpresa: Funcionou! Funcionou justamente comigo a menina que não tem o dedo verde para bolos!

Pudim de Pão

Nas idas e vindas pra aula do Etienne Samain na Unicamp, eu e a Mônica trocamos fofocas, conversas sobre fotografia e receitas. Essa foi ela que me passou, depois de um dia ter levado o mesmo pra o nosso lanchinho do intervalo.

Lá vai a receita..

Pudim de Pão da Mônica

ingredientes

  • 2 copos de leite
  • 3 pães “dormidos”
  • 3 ovos caipiras
  • 2 xícaras (chá) de açúcar cheias
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

preparo

Põe os pães no leite até amolecerem. Eu cortei em fatias e coloquei numa travessa. Depois de molinhos, coloque-os no liquidificador e bata até ficar aquela meleca. Transfira essa meleca para uma vasilha, adicione os ovos (mexa-os em um pote antes) e todos os outros ingrediente. Mexa tudo a mão!

Pré-aqueça o forno a 180 graus por 15 minutos.

Feito isso, unte uma forma e coloque toda a massa. Asse até dourar, o meu levou quase uma hora! E eu acho que poderia ter dourado mais um pouquinho!

Do fundo do baú – 2 (o decreto)

Pois é, como falei no post anterior, precisei decretar uma receita de família. Afinal, ao perguntar a minha mãe na recente visita a Olinda, qual era a especialidade da nossa família recebi como resposta um: Sei lá!

Depois de cascavilhar pela casa, fuçar os livros de mãe e um antigo de receitas (meio abandonado) de vó, chegamos a uma conclusão: Não tínhamos uma receita de família. Mas, minha mãe relembrou um bolo, simples, gostoso, que sempre era feito em casa. Esse “Bolo Majestoso” foi promovido a receita de família até que encontrem algo mais interessante!

“Bolo Majestoso”

  • 1 xícara de maizena
  • 3 xícaras de farinha de trigo
  • 3 xícaras de açúcar
  • 3 ovos
  • 1 copo de leite
  • 1 colher de fermento Royal (sopa)
  • 150 grs manteiga/margarina (ou 1 pcte) marg.
  • essência de baunilha

Modo de fazer

Bater o açúcar e a margarina, acrescentar a maizena e a farinha, alternados com o leite. coloque as claras batidas em neve e depois as gemas. Adicione essência de baunilha a gosto.Ah, não pode esquecer do fermento.

Mashmellow é + ou – assim:

Levar água e açúcar ao fogo branco até engrossar, depois deve-se despejar essa calda feita no fogo, nas claras batidas em neve, batendo sempre. (não sei se dá certo)

Nick, por favor muito empenho na casa nova!! Vamos fazer uma competição para ver quem cria uma grande receita de família.

Revirando os cadernos achei muito simpática a forma como estava escrita a receita do lendário Bolo Prestígio, que também, resolvi compartilhar.

Bolo Prestígio

  • 04 ovos
  • 02 copos de açúcar
  • 01 copo de leite
  • 02 copos de farinha de trigo
  • 03 colheres de margarina
  • 03 colheres de sopa de chocolate Nestlé
  • 01 colher de sopa de fermento

Bater a margarina com o açúcar, os ovos, o leite, a farinha, o chocolate, o fermento,  tudo na batedeira, por último colocar as claras em neve e misturar com a massa sem bater.

Recheio

  • 200 gramas de sococo
  • 01 lata de leite condensado
  • 03 copos de leite
  • 04 colheres de sopa de açúcar

Levar ao fogo por 10 minutos mais ou menos (basta a metade, ou todo se quiser mais recheio!)

Cobertura

  • 02 colheres de manteiga sem sal
  • 02 colheres de chocolate
  • 1/2 lata de leite condensado

Bater na batedeira, cobrir o bolo e por último chocolate granulado.A manteiga e o leite condensado devem ficar mais ou menos 01 hora no congelador antes de serem batidos.

OBS: Não testei nenhuma das duas receitas, sei que não são muito precisas com relação a pre-aquecimento, temperatura do forno, tempo de cozimento… paciência… vou ter que testar!

(!) No próximo post a foto da Vó no livro de receitas, o famoso Bolo Souza Leão e a lagosta, O prato do verão.