sal e sol

Tag: Iogurte caseiro

Feito à mão: Iogurtíssimo caseiro feito com Leitíssimo

iogurte 2

Fiz de novo e finalmente deu certo. Pois as últimas tentativas tinham sido frustradas. Enfim, quase nada estava dando certo na cozinha. Agora que a tempestade passou, veio a calmaria e o alento de conseguir comer e não jogar a comida que preparo fora.

Eu já devo ter falado que amo iogurte por aqui em algum momento. Na verdade amo leite e sempre me surpreendo quando vou ao mercado comprar “o que está faltando” e de 10 produtos 7 são a base de leite, seja iogurte, leite mesmo, queijo, requeijão…

Fazer iogurte em casa é gostoso porque faz tudo parecer mais vivo. O leite, o iogurte e o resultado final. É como o vinho que vai se transformando, como o pão que vai fermentando.

Ver essas transformações é mágico e o resultado é um café da manhã com um sabor sempre especial.

O melhor dessa última produção foi poder comê-lo com minha própria geléia de ameixa caseira que me deixou cheia de orgulho até agora. Ah, a gravidez, deixa a gente emocionada na cozinha, viu?! Tudo é motivo pra festa!

Olha que brancura linda em contraste com esse tom vivo inacreditável da minha geléia… ❤ ❤ ❤

Para fazê-lo usei o leite mais gostoso que existe no mercado atualmente. Pelo menos é o que eu acho. Leitíssimo segundo li na internet é de um grupo de NeoZeolandeses que resolveu fazer o leite do futuro, livre de antibióticos, engarrafado na fazenda, vindo de um único rebanho criado em pasto aberto. Só é triste saber que ele é o único “leite UHT do Brasil produzido exclusivamente de gado que se alimenta de grama e vive naturalmente no pasto”. Deveria ser assim com todos né?!

iogurte3

Um leite muito rico, cheio de sabor e com a gordura que faz parte do leite da vaca, gente…

As fotos no site são lindas e me fazem ter ainda mais vontade de ter uma vaquinha pra ser amiga do Nico.

Ah, pra completar um belo dia ganhei de presente de uma amiga uns iogurtes da Delicari, que eram sensacionais e ouvi falar que são dos mesmos donos da Leitíssimo, não é demais?!

iogurte1

 

Iogurte Caseiro

Ingredientes

  • 2 litros de Leitíssimo ou outro da sua preferência que não seja longa vida
  • 2 col. (sopa) de iogurte natural integral

Preparo

Antes de tudo esterilize o recipiente onde você irá colocar o seu iogurte. Garrafa não é uma boa opção, pois ele fica com uma consistência bem espessa. Em uma panela coloque o leite e aqueça até 46 graus. Um termômetro culinário ajuda muito nessa hora, caso você não tenha faça o método tabajara que consiste testar o calor do leite com um dedo (limpo!!!) e contar por até 10 segundos confortavelmente. No recipiente onde irá guardar coloque o leite aquecido e misture com o iogurte natural. Misture bem, cubra com plástico filme e embrulhe em uma toalha e deixe em um local livre de correntes de ar e de grandes variações de temperatura, por 6-8 horas. Depois leve a geladeira e deixe resfriar para consumir

O cheiro de iogurte é inconfundível. Caso sinta algo estranho simplesmente descarte e tente novamente. Não coma um iogurte que passou, pois pode fazer  mal.

Meu, da Ana e da Darina: Um iogurte de verdade

Receita da Darina Allen, publicada no La Cucinetta e incorporada na minha vida “forever”!

Tanto tempo tomando iogurte cor-de-rosa de garrafa e eis que de repente, não mais que de repente, meu-amado-noivo-e-futuro-marido entra na minha vida com iogurtes naturais geralmente desnatados. Foi um avanço e tanto, vocês não tem idéia do que é se livrar dos corantes e excesso de açucar de um iogurte de plástico para um outro um pouco melhor. E pronto, já era uma pessoa feliz até que certo dia num dos lugares mais lindos e tranquilos que já estive, a pousada Aldeia Beijupirá, tive o prazer inenarrável de provar o melhor iogurte do mundo, praticamente um queijo, ele me seduziu e me fez pensar como, onde, porque eles tem essa preciosidade e eu viverei sob o império dos copinhos plásticos.

Eu ainda nem tinha feito manteiga em casa, o que significa que nunca tinha pensado no potencial de transformação do “petróleo” da vaca.

Foi assim que me deparei com um post muito persuasivo do blog da Ana, que eu adoro, amo de paixão e para a alegria de todos os leitores voltou a ativa.

O título do post era “O melhor iogurte do mundo – de verdade. Mesmo. Palavra”.  Tem coisa mais verdadeira do que essa?! Mas medrosinha que sou, demorei, refleti, lembrei das coalhadas com cheiro desagradável que minha vó fazia… =/ E ontem, como quem não quer nada, levantei do sofá, comprei 3 litros de leite e comecei o processo de descoberta de um caminho sem volta.

Já era iogurte-dependente, depois do meu feito da última noite, posso afirmar que meu estágio é avançado nesse vício.

Ei-lo!